O tímido

Bem, ele é um cara muito tímido com as garotas. Nunca foi bom em “chegar chegando”. De jogar aquele papo manjado e esperar pelo “sim” ou “não”. 
Sempre que uma menina chamava ele de gracinha, ele ficava rosa e nem conseguia olhar para a cara dela. O problema dele era o medo de ser recusado, ele nunca suportou ser rejeitado, e se não tentasse, não seria recusado. Assim ele sempre espera que elas tomem a iniciativa, e isso como  sempre resulta em uma coisa, ele teve  poucas namoradas.
É dificil chegar nas gatinha né? Ainda mais de olhos fechados!
Mas as poucas que teve foram de no mínimo um ano. É um cara gentil, humilde, compreensivo, bom ouvinte, romântico e se fosse preciso ajudava até a escolher sapatos e passava o  dia vendo vitrines com ela. Claro ele não é perfeito, assim como ninguém é e por isso suas poucas relações tinham tido sim, por este e aqueles motivos. A culpa as vezes delas, que também não eram perfeitas, e outras dele que acabava fazendo besteira. Acontece, são coisas que não podemos evitar.
Um dia foi com seu melhor amigo dar uma  volta no shopping  e repararam que duas garotas trocavam olhares com eles insistentemente.
Diz o amigo:
- Tá na hora de perder essa virgindade de xaveco.
- Hein?
- É. Você vai lá, vai falar um “oi” junto de qualquer besteira pra elas.
- Oxi, Tá viajando?
- Porra, dessa vez vai ter que ir. Olha lá… Olha, tô falando! Viu? Elas estão olhando a gente aqui… aquela de amarelo é linda!
- Estou vendo, mas você já sabe como eu sou… Eu não consigo chegar lá e…
- Hoje consegue. Eu acredito no seu potencial.
- Mas "véio", o que que eu falo pra elas?
- Sei lá, cumprimenta, fala seu nome, pergunta o nome delas, chama pra sentar aqui.
- Mano, só no “oi” eu já mijei nas calças… Como eu vou fazer esse discurso todo "aê" no sangue frio?
- Ó, vou te contar o segredo pra você ir tranquilão.
- Sério?
- É, cala a boca. Seguinte… Existem duas teorias para incentivar "nego" assim que nem você meio gay a chegar na mulherada.
- Ei!
- Pssst! Tô falando, pô. Ouve e aprende. Primeira teoria é a teoria da porcentagem. É bem simples de entender. Vamos supor que a cada 10 minas que você xaveca, 3 dão bola "procê". Trinta por cento não é muito, né? Então… a teoria diz simplesmente que quanto mais mulher você cair em cima, mais cai na sua rede. É matemática, tá tudo já provado e comprovado.
- E não é que é mesmo? Mesmo assim vou tomar 7 “nãos”, é isso que eu não suporto.
- Não "criemos" pânico! É justamente pra isso que serve a segunda teoria.
- Conta logo então, cacete!
- A segunda teoria apenas diz que os 7 “nãos” você já levou! Ou seja, você já tem um “não” de cada mulher neste bar, visto que nenhuma tá abraçada a você. Na pior das hipóteses, você continua com o “não” que já tinha antes. Mas se ela estiver naqueles 30%, o seu “não” passa a “sim”! Entendeu?
Ele já não estava ali. Estava na mesa das duas garotas, que riam gostoso de alguma piada que ele tinha contado.

0 comentários:

Postar um comentário

... . ...

Acharam o fim da página... Uma salva de palmas para Sherlock Holmes, nosso mais paciente e ilustre leitor!